TF Drops
Loading...

Publicidade

Matéria - Flashman: Dramas E O Triste Destino



Flashman é uma série que praticamente todos os seguidores da Tokufriends conhecem, afinal fez parte da extinta Rede Manchete e veio junto com a leva de Changeman, Jaspion e todos os heróis que até hoje fazem a cabeça da geração.

Mas como a Tokufriends tem o costume de lançar matérias fora do padrão "vamos falar dos personagens, veículos e resumo de cada episódio", a questão aqui é focar Flashman sem levar tanto em consideração o Tokusatsu, os efeitos especiais, a pedreira ou o que for. Não, caros seguidores... vamos focar o drama, as dificuldades vividas por eles! E olha que disso Flashman entende bastante.

Para começar, no Japão as crianças sempre foram expostas a temas mais fortes nestas séries, portanto culturalmente elas aguentam muita coisa sem perder sua essência infantil. O drama para elas é algo tranquilo, e muita coisa que lá é dita para elas, aqui seria o fim do mundo e sofreria todos os cortes possíveis, se alguns pudessem fazê-lo.

 
Com um triste destino ou não, os Flashman seguem em frente!

Esta matéria tem um cunho similar à outra matéria que lançamos tem algum tempo (Jaspion, Na Visão do Universo) e sua intenção é que juntos possamos repassar uma vez mais esta série tão querida, mas com a ideia de vivermos novas possibilidades que muitas vezes podem nem ter sido pensadas. Vamos lá?

Flashman começa então com um sequestro de 5 bebês. Não um sequestro normal em que heróis irão lá salvar o dia resgatando os bebês e devolvendo-os a seus pais. No caso deles, um sequestro feito por alienígenas do mal que trabalham para Mez, um mal espacial que procura destruir e dominar através de experiências com seres de todo o Universo para que sejam criadas as perfeitas Mutações Sintetizadas.

 
Monarca La Deus, Dr. Keflen e Nefer com um Caçador morto.


Os Caçadores Espaciais são uma raça de mercenários que trabalha para Mez raptando seres de todo canto sem se preocupar ou olhar para trás após seus feitos. O lucro é seu intento e para isso vão de planeta em planeta raptando tudo o que for vivo e passível de uso por seu "patrão", por assim dizer.

Para Mez, que reclamava não ter o sucesso esperado realizando experiências mutantes ao longo de sua grande existência, o rapto das cinco crianças da Terra em 1966 pelo grupo de Caçadores Espaciais poderia ter causado uma reviravolta grandiosa no Universo.

A partir do ponto em que as cinco crianças foram salvas pelo bravo povo do planeta Flash, Mez acabou não ficando à par da enorme biodiversidade da Terra, algo talvez único no Universo inteiro.

Deus Titan nos braços de seu ex inimigo, Barak

Jin, Sara, Dan, Lu e Go acabam salvos pelo até então desconhecido povo que possui uma força espetacular e tinha um dos heróis do Universo (Deus Titan) enfrentando Mez e tentando frear seu avanço. As crianças foram criadas com todo o carinho por seu povo, que tinha uma tecnologia avançada e conhecia a localização da Terra, bem como seu idioma. Ainda que suas luas não oferecessem as melhores condições de vida a um ser da Terra, fizeram o que foi possível, treinando-os como guerreiros para sobreviverem a tudo.

Ao que parece, o planeta Flash pode ter a particularidade de conferir a qualquer ser condições especiais. Seres da Terra receberam poderes únicos, que até onde vimos, não são iguais aos dos habitantes de Flash. Como não criaram seres de outros planetas, a questão é um mistério na história, pois a particularidade pode ter ocorrido especificamente com terráqueos.

 Um casal do planeta Flash tenta impedí-los de partir

Dificilmente os seres de Flash que criaram as cinco crianças desconheciam seu juramento de um dia voltar à Terra para protegê-la de Mez, mas entende-se que os criaram também com laços fraternos. Especificamente para Jin, o casal se preocupa muito quando os jovens descobrem a nave mãe que acionam para partir abruptamente em direção à Terra, cujas coordenadas eram plenamente reconhecidas pelo computador de bordo, seja por programação natural ou manual de Jin.

Criados como guerreiros, isso pode ter se dado por dois motivos:
1) o povo Flash é guerreiro por natureza. Logo, seria lógico e cultural ensinarem às crianças que acabaram tendo que cuidar a como lutar para vencerem ou mal... ou apenas sobreviverem.
2) eles terem sido treinados para voltar à Terra, quando estivessem prontos. Nisso, o amor fraternal pode ter influenciado o casal que aparece no primeiro episódio, que por medo de algo acontecer a Jin, não queria que partisse.

Jin agradece a Flash, mas nada leva a crer que tinha um amor maior pelo casal ou por qualquer um de lá, mas sim muita admiração por todos com a frieza que um líder precisa para tomar uma decisão importante, já que acessou informações de que Mez se dirigia à Terra, chamou seus amigos e simplesmente partiu.

 Nefer, Wandar e Gals

Quando chegam aqui, Mez definitivamente não sabia do potencial de nosso planeta e fica espantado como crianças diante de um novo brinquedo, revelando uma desorganização na operação utilizando os Caçadores Espaciais, que não cruzavam e relatavam informações para uma perfeita operação. Começa então uma série de experiências mutantes com o que encontrassem pela frente, o que lhes dava a certeza de que sairia daqui o exército necessário com poder para suas intenções de dominação.

Mez nesta época, era um grupo espacial sem um "planeta" como sede, tendo como base sua gigantesca nave chamada de Cruzador Imperial Mez (ou Base Experimental de Mutação Clone). Nunca foi revelado um planeta natal, pois Monarca La Deus, seu líder, parece ser uma daquelas entidades que simplesmente surgem no Universo para causar estragos, o líder de Mez era também infinitamente menos poderoso do que outros grandes líderes de organizações do mal, como Satan Goss ou Bazoo. Até porque estes dois exemplos tinham planetas como suas capitais, até onde pudemos ver ou supôr.

 Sara se compadece por Miran, que ela pensava ser seu irmão

Já combatendo as mutações sintetizadas na Terra, os Flashman sobrevivem o quanto podem, em meio à tristeza de saberem que seus pais estão em algum lugar do Japão (que é o país de onde os Caçadores Espaciais "casualmente" os raptaram) e não terem como encontrá-los.

Sua inocência própria de quem não passou pelas fases normais da vida os fazem passar certo trabalho na interação com outros humanos vez por outra, e ainda que se virem, isso faz parte de sua carga de tristeza ao no fundo saberem que seu lugar não é aqui.

Em outra passagem, Jin vive um momento triste com sua moto, Turbo Laser. Diferente das outras motos dos Flashman, a de Jin parece ter um computador que o reconhece como amigo. Ela é diferente da Battle Hopper pois não é uma moto com tecidos vivos, mas sempre sozinho, Jin viu nela um amigo, reflexo da vida triste que teve em um planeta um tanto inóspito.

 Jin e sua amiga Turbo Laser

Talvez a situação mais dramática para os Flashman se dê a partir do aparecimento da família Tokimura, o momento em que eles tem a certeza de que um deles pode ser filho daquela adorável família. A ponto de esquecerem de sua própria segurança para defendê-los, os rapazes que naquele momento pensavam ser um menino o raptado, viveram uma dupla sensação que mesclava entre a felicidade e a tristeza ao descobrirem no final que Sara era a filha do Dr. Tokimura.

Dentro da organização de Mez também vimos um drama intenso. Dr. Keflen é um humano raptado 300 anos antes e submetido à experiências e condicionamento pelo próprio La Deus, de forma que o obedeça cegamente ainda que em uma tristeza de uma vida sem um grande nexo senão o de operar o Sinterizador Bimolecular. Seus oficiais, Wandar, Nefer, Urk, Kirt e Gals são todos Mutações Sintetizadas criadas pelo gênio da biogenética Keflen, que em séculos de loucura acaba pensando em destronar La Deus e assumir o comando de tudo.

No trecho, os Flashman esquecem-se de sua própria 
segurança para defender sua possível família

La Deus por si só é um ser sem grandes expectativas. Não tinha poderes infinitos e era um monstro apenas. Escondeu o fato o quanto pôde para não perder o respeito de seus seguidores. Quando é destruído graças à inserção do Caçador Espacial Kaura e de seu companheiro, tem sua dignidade destruída de vez ao ter suas próprias biomoléculas usadas para ser transformado em outras duas criaturas.

Dignidade também se aplica a Wandar, que é orgulhoso de seu visual e mantém postura altiva, até ser obrigado a aceitar a vergonha de se sujeitar a uma nova mutação genética, que lhe confere mais poderes mas muda sua forma para algo feio.

 A quase poética batalha entre Kaura e Red Flash

Um drama específico merece ser mencionado, pois por muitos episódios da série os Flashman tiveram de lutar contra um inimigo fortíssimo que não podia ser derrotado tão facilmente, apesar deles procurarem vingança. Kaura é o Caçador Espacial responsável por seu rapto, vinte anos antes. Joga com eles o tempo todo, assim como também joga contra Mez e contra o Dr. Keflen, atacando todos os lados por onde pode e mostrando ser um poderoso oponente. Acaba derrotado num lindo combate contra Red Flash e realiza um último ataque kamikaze contra La Deus.

Sara sofre então por finalmente descobrir seus pais e não poder ficar ao lado deles mais tempo. O efeito Flash Negativo é algo prórpio de quem vive em Flash, e causa a rejeição nos corpos a qualquer outro planeta em que pisem, teoricamente. Os heróis precisam partir às pressas, felizes pela destruição de Mez, mas tristes por não poderem mais ficar aqui, já que recusaram a proposta de Keflen para ajudá-los a superar o efeito Flash Negativo em troca de poupar sua vida.

Os heróis então partem rumo ao planeta Flash, na esperança de que sua ciência consiga achar uma solução para no futuro poderem voltar à Terra. Uma triste partida que encerra uma bela série.

Os Flashman despedem-se da Terra...


Temas Para Discussão:

Os impérios espaciais parecem nunca ter se enfrentado, até porque se todos sabemos que a Toei sempre foi fraca em unificar seu universo de criações (começando a tentar fazer um trabalho de unificação a partir dos filmes Girls in Trouble Episódio 0 e Gavan vs Dekaranger, que vocês podem baixar clicando neste link), se tivesse de considerar os impérios especiais, teria pirado e saltado do alto da pedreira da Toei. No caso específico de Mez, sua operação poderia ser considerada inferior até pelos outros impérios especiais, pois não visava o domínio da galáxia, ao menos não de forma organizada.

 O que teria acontecido se os Flashman tivessem
 aceitado o acordo proposto por Keflen?

Há uma outra passagem no episódio 7, que mostra que Go considera o povo que o criou, quando ele solta os balões tendo o sonho de que cheguem à lua Blue para levar alegria a seu povo. Aliás, a dublagem comete o erro de chamar a lua de planeta neste episódio, sendo que Flash é o planeta, e possui quatro luas.

A falta de memória do Dr. Tokimura é a coisa mais sem sentido de que já se ouviu falar. Esquecer-se da situação do rapto? Ok. Esquecer-se de muitas situações que levaram a isso, por conta do choque? Ok. Esquecer-se até mesmo de quem eram por algum tempo? Ok. Mas e os registros do nascimento da criança, no caso a certidão de nascimento? Para tudo a alegação é de perda de memória, mas esqueceram então como ir aos órgãos competentes?



Na série a memória do casal volta no final, quando redescobrem sua casa abandonada com todas as lembranças e provas de que Sara é sua filha. Mas como eles sabiam seus nomes esse tempo todo, ou esqueceram também que existe cartório cívil no Japão, ou então preferiram a maneira mais prática (SQN) de descobrir quem era sua filha: a construção de uma máquina do tempo...

Irônica esta questão, pois no episódio 42 fica revelado que o Japão possui extensos dados sobre abduções no Observatório Central da Terra. Logo, outro órgão certamente detinha registros sim sobre nascimento de todas as crianças. Ou então o cartório pegou fogo e esqueceram de mencionar tal fato na série. 


Os atores originais da série em foto de 2016

Antes mencionado na matéria, o povo Flash sabia da Terra, pois 100 anos antes e prestes a morrer, Deus Titan "previu" que viria da Terra a próxima geração de guerreiros a enfrentar Mez. Mandou Barak à Terra com Titan Flash na busca por esses guerreiros, antes mesmo de imaginar que 5 crianças acabariam salvas no planeta Flash. Podemos então entender que a Terra é um planeta conhecido e importante pelos povos de bem das galáxias. E se Mez por acaso conhecia a fama da Terra, ficou surpreso por ver com seus próprios olhos a real biodiversidade encontrada aqui.

A história só não explica como o povo do planeta Flash sabia japonês a ponto de ensinar o idioma aos cinco, mas aí já estamos querendo demais, não é?

E vocês? Acharam mais alguma particularidade na série válida para fazer parte desta matéria que foca no drama? Deixem seu comentário à vontade!


Links Úteis:
A OST da série Flashman pode ser baixada aqui mesmo no site, neste link.
A série Flashman não temos mais para download desde 2016, quando fomos o primeiro site a respeitar os direitos autorais pertencentes à Sato Company, conforme anunciamos nesta postagem.
Para quem curte trocar ideias sobre Flashman, no Facebook temos um grupo oficial para os heróis.


Sobre o autor:

2 comentários :

  1. Ótima resenha,bem detalhada, realmente alguns furos de roteiro, acabam nos dando outras possibilidades de raciocinar em cima de outras teses e condições que a série poderia tomar, mas para a época e até hoje em dia, ainda acho um dos melhores sentais que existem.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom mesmo. Deu vontade de rever a série.

    ResponderExcluir

Adoramos comentários, pois isso nos motiva. Apenas pedimos que evite termos ofensivos de qualquer tipo. Não aceitaremos comentários anônimos o/

Ir ao Topo