TF Drops
Loading...

Publicidade

Matéria - Ultra-Retrospectiva Parte 1



Ultra Saudações Galera!

Mais uma vez estou por aqui pra falar da franquia de Tokusatsu mais antiga da Tv , e  que em breve estará completando meio século de existencia,  e este é o principal motivo deste nosso bate-papo de hoje.

Resolvi trazer pra voces uma Ultra-Retrospectiva com datas e em duas partes, das séries produzidas pela Tsuburaya no segmento Ultraman.

Pois embora muitos nem saibam, a empresa  Tsuburaya tem muitas outras produções que não são Ultra-Séries, e algumas obtiveram bastante sucesso no decorrer dos anos da existência desta fábrica de heróis.

No dia 17 de Julho deste ano de 2016 Ultraman vai completar 50 anos de sua estréia na Tv Japonesa, e com todos os obstáculos ao longo destas décadas, esta classe de heróis veio se destacando e mantendo os antigos fãs e também conquistando os mais jovens.

E Vale dizer aqui que foi Ultraman X o mais novo herói do universo Ultraman que fechou o ano de 2015 como  a série de Tokusatsu mais assistida do Japão.

Vou dividir esta Ultra Retrospectiva com vocês em duas partes. Primeiro falarei dos Ultras da Era Showa, e depois na segunda parte estarei aqui informando sobre os Ultras da Era Heisei, combinado?
Então vamos lá:



Começando agora com Ultra Q, que é considerada uma Ultra Série.

As décadas de 60 e 70 são consideradas por muitos fãs de séries de Super-Heróis e Monstros  do Japão como as décadas mais criativas e originais dentro deste segmento do entretenimento. E  foi dentro deste momento que os Monstros Gigantes (Kaiju) migraram do Cinema para a Tv, e esta migração acabou sendo responsavel por apagar um pouco do brilho destas criaturas gigantes na tela grande. Porém isso certamente é assunto para um bate papo...

Na grande verdade citei o fato dos Monstros terem viajado do cinema para a Tv pra poder citar a primeira série de monstros de que se tem conhecimento e que foi a mola mestra para a criação do primeiro Ultraman.

Com uma larga experiência e criatividade em efeitos especiais, o mestre Eiji Tusburaya nos presenteou com Ultra Q, uma série produzida em preto e branco em 1966 repleta de criaturas gigantes, onde não existia nenhum super herói para combatê-los, e apenas 3 humanos investigavam e tentavam solucionar os mistérios que envolviam tais criaturas.

Este seriado agradou tanto que vários motivos impulsionaram para que um "Super Ser" fosse criado para enfrentar tais ameaças, e assim o Ultraman que conhecemos hoje começou a ser preparado para rasgar os céus e vir em nosso auxilio.


No mesmo ano de 1966, "O Gigante De Prata" surge nas Tvs do Japão e logo na sua estréia conquistou fãs com suas aventuras coloridas e roteiros bem estruturados.

Surge na Tv o Gigante Prateado Ultraman que após ter sido desenhado de varias formas diferentes, finalmente estreou com a forma que hoje é conhecido mundialmente, e que  mudou todo o conceito de se fazer televisão no Japão estabelecendo conceitos originais que perduram até os dias de hoje em qualquer produção de efeitos especiais com heróis Japoneses que nós conhecemos como Tokusatsu.

Depois de ter trazido os Monstros Gigantes (Kaiju) do cinema para os lares Japoneses com  a série Ultra Q, Eiji idealizou um novo personagem que poderia combater monstros semanalmente na Tv. E assim com seus 39 Episódios, Ultraman surgiu como a segunda (A Primeira foi Vingadores do Espaço que estreou uma semana antes) série de Tv em cores fazendo  os olhos da garotada da época brilhar como estrelas no céu...

Os fãs desta série perduram até os dias atuais em todo o mundo, e com certeza estão anciosos para as comemorações de seu meio século de existência.



Embora a equipe de produção, atores e Eiji Tsuburaya tenham enfrentado muitos obstáculos para concluir os 39 Episódios desta série, este formato agradou e fez com que outro herói vindo de M-78 surgisse para defender o planeta Terra. Então surge o maioral Ultraseven.


Ultraseven estreou no ano seguinte a Ultraman e embora tenha vindo do mesmo local no espaço que o primeiro Ultraman (M-78), este novo herói é muito diferente do primeiro gigante. E ao contrário do que muitos pensam, não é uma continuação do primeiro Ultraman e muito menos foi produzido com a intenção de ser a segunda (ou terceira) série da franquia Ultraman, que nem de longe ainda tinha sido criada. Portanto Ultraseven só foi inserido no contexto "Familia Ultra" anos depois, pois foi originalmente produzido como uma série independente.



Ultraseven surpreendeu o povo do Japão com roteiros mais adultos, obscuros e totalmente voltados para conspirações, vinganças e invasões de alienígenas ao nosso Planeta, mostrando episódios que se tornaram antológicos e inigualáveis.

Dois destes episódios merecem destaque: o primeiro sendo o 12 (Presente Nocivo), que foi banido da cronologia oficial da série e se tornou proibido por ter causado desconforto para as vítimas das bombas lançadas em Hiroshima e Nagasaki, onde relógios distribuídos pelos aliens Spell para coletarem sangue de moças jovens e depois de crianças , levando-as a morte. A aparencia do Spell Seijin lembrava muito as vítimas das bombas, pois tinha feridas espalhadas em seu corpo e seu Planeta tinha sido afetado pela radiação (um tremendo exagero por parte dos roteiristas). Este episódio foi exibido no Brasil sem problemas, e poucas vezes nos Estados unidos.

O Outro episódio ao qual me referi trata de um tema que nunca tinha sido explorado em nenhuma outra série de heróis do Japão, e é algo que nos leva a refletir sobre a origem da vida em nosso Planeta.

Trata-se do episódio 42 (O Mensageiro Normalt) onde os Normalt afirmam que são a primeira raça a habitar o Planeta Terra e que a raça humana os expulsou para as profundezas do mar e assim assumiram o "posto" de primeira raça do Planeta.

Quem assistiu este episódio sabe o desconforto que ele causa e que ao mesmo tempo se encaixa em tudo que foi mostrado nesta série maravilhosa, que no seu decorrer mostrou muitos dilemas pelo qual Ultraseven em algumas vezes não teve muito como optar pela melhor saída.



Falar de Ultraseven é sempre muito trabalhoso, pois este herói é o mais revisitado da franquia Ultraman, e além de aparecer em várias séries de outros Ultras também ganhou especiais para Tv, mini-série e apareceu nos filmes feitos para o cinema. Em breve trarei uma matéria falando apenas deste que é o mais popular e carismático herói da Tsuburaya.
A Série Ultraseven esteve em exibição de 1º de Outubro de 1967 até 8 de Setembro de 1968, e Eiji Tsuburaya, criador, diretor e produtor destes personagens veio a falecer em 1970, deixando o gerenciamento da Tsuburaya nas mãos de seu filho Hajime, que em 1971  retoma a produção da série que seria o retorno de Ultraman e ja tinha seu nome escolhido (Kaettekita Urutoraman), significando algo como "Ultraman Regressado".
O nome foi mantido, mas outro herói foi concebido para estrelar a nova saga, apesar de ter o visual bem parecido com o primeiro Ultraman e também com Ultraman Zoffy (segundo Ultraman a ser criado). Nesta nova série seria chamado apenas de Ultraman, para anos mais tarde ser chamado de Ultraman Jack. Assim nascia "O Regresso de Ultraman" 


O Regresso de Ultraman talvez seja para os fãs brasileiros a mais querida de todas as Ultra-Séries exibidas aqui, e seus fãs são taxativos quando se trata de escolher o melhor Ultra, melhor canção, melhor esquadrão e assim por diante.

Esta produção realmente se destaca por mostrar um herói que a partir do momento em que  passou a se unir ao seu hospedeiro humano desenvolveu um laço afetivo extremamente forte tanto com o humano quanto com as pessoas que faziam parte da vida de Ideki Goh. Isso se torna uma simbiose tão intensa que é capaz de interferir na ação de Ultraman em combate, podendo até mesmo fazer com que seja derrotado no campo de batalha.

Em vários momentos desta série a música se torna uma grande aliada com a carga de drama depositada em seus episódios, com BGMs inesquecíveis que foram até  usadas um ano mais tarde  em Ultraman Ace.

A ação na série é sempre constante e a partir do episódio 18 (Ultraseven em Ação) a produção  se torna ainda mais empolgante, sem contar que este episódio também mostra o primeiro encontro de Ultraman Jack com Ultraseven em um momento inesperado e emocionante. Mais adiante na série Ultraseven volta a aparecer acompanhado do primeiro Ultraman e suas formas humanas também podem ser vistas.


A série tem temática adulta que além do drama também tem como ingredientes a violência com muitas mortes, tentativas de linchamento, muitos tiros, decaptações, entre outras coisas em seus eletrizantes 51 episódios. E chegam a abordar temas que são atuais até hoje, o que coloca Ultraman sempre à frente do seu tempo.

Também foi nesta série citado pela primeira vez o fato que existiam muitos outros heróis em M-78, e o conceito de Irmandade Ultra existia e era conhecido por outros povos do espaço.

Este Ultraman não necessita de nenhum artefato para se transformar, o que o torna bem diferente dos anteriores, já que Ultraman usava a Cápsula Beta e Ultraseven  precisava colocar seu óculos chamados de Ultra-Eye.

Surge em 1972 uma nova Ultra-série que disputaria audiência com as séries da concorrente Toei Company, e pra não ficar por baixo na disputa  uma inovação no conceito de hospedeiro humano foi criada, deixando sua marca registrada no universo Tokusatsu para sempre. Seu nome ? Ultraman Ace!

Esta nova série se iniciou em 07 de abril de 1972 e ficou no ar até 30 de Março de 1973, com um total de 52 episódios e apresentando inovações e personagens até então desconhecidos dos fãs da franquia.

Para o público que já acompanhava as Ultra-Séries anteriores foi um verdadeiro deleite, já que os Ultras anteriores aparecem nesta série, considerada por muitos como muito violenta. Embora Ultraman Léo seja também conhecido pelo seu alto teor de violência.

Ultraman Ace parece se passar no mesmo "Ultra-Verso" de O Regresso de Ultraman, e esta nova série sempre nos remete a sua antecessora, já que as cores das naves e trajes do Esquadrão TAC lembram um pouco as cores do GAM, sem contar que parte da trilha sonora de O Regresso de Ultraman foi usada em Ultraman Ace.

Outro fato interessante é o aparecimento de atores de O Regresso de Ultraman em Ultraman Ace interpretando novamente seus antigos personagens.

Ultraman Ace mostra  um Ultraman que usa dois hospedeiros humanos que precisam juntar seus anéis para que Ace possa surgir, e o mais interessante é que um deles é uma mulher. Fica sendo a primeira vez que a produtora mostra que uma mulher pode ser hospedeira de um Ultraman, embora isso não tenha durado muito tempo.

Várias fontes apontam em direções diferentes para que os hospedeiros de Ace tenham se separado e apenas um deles tenha se tornado o detentor dos dois anéis de transformação.


Muitos afirmam que os saltos e cambalhotas que o casal de hospedeiros de Ultraman Ace (Hokuto & Yuko) dava para se transformar foram imitados pela crianças, e que muitos se machucaram. Por isso  os roteiristas da série teriam achado por bem separá-los definitivamente, explicando ao público que na verdade Yuko não era humana e que pertencia a uma antiga civilização da Lua.

Sendo assim ela encontra-se com seu povo e vai embora de nosso Planeta, confiando a Hokuto seu anel.

Outros boatos apontam que foi preconceito da parte dos telespectadores da série que não gostaram muito da idéia de existir uma mulher se transformando em Ultra, e ainda existem boatos sobre um problema contratual da Tsuburaya.

Ultraman Ace também mostrou um inimigo fixo chamado Yapool Seijin que inferniza a vida de todos. Ele vem de uma outra dimensão trazendo seus Choju que são diferentes  dos  Kaiju vistos anteriormente, muito mais poderosos.






Ultraman Ace agradou com seu visual de Centurião Romano e é sem duvida uma das séries onde a pancadaria rola solta. Os monstros apanham muito e Ace tem um arsenal de raios intermináveis para destruí-los. É provável que hoje em dia a série Ultraman Ace não seria muito bem aceita e se fosse exibida aqui no Brasil correria o risco de edições bruscas devido a mortes e ao banho de sangue nos combates.

Após a saga de Ultraman Ace a Tsuburaya achou melhor aliviar a tensão na próxima produção, pois a violência e a pancadaria seguida de esfolações e banhos de sangue em Ace deram uma afastada na criançada, provocando queda na audiência e brinquedos encalhados nas prateleiras das lojas.

Então optou-se por criar um Herói mais infantil e colorido, o que foi inteligente já que o ano era 1973 e a cultura Hippie estava em alta no mundo inteiro ditando moda, música e comportamento.

Foi em 06 de abril de 1973 que surgiu na Tv do Japão o caçulinha Ultraman Tarô, também conhecido como "Ultraman Number".




 

Ultraman Tarô foi um seriado muito mais voltado para as crianças do que seus antecessores, e por isso continha elementos mais suaves e com uma dose reforçada de humor. Logo de cara os fãs mais velhos e acostumados com a seriedade das séries anteriores não se agradaram muito, e a audiência começou a cair, porém a criançada se identificou com o herói e seus monstros espalhafatosos e coloridos, salvando a série do fracasso vertiginoso.

Em Ultraman Tarô os telespectadores puderam entender que ele é realmente filho da Ultra Mother e de Ultra Father e que sua mãe faz parte da Cruz de Prata em M-78, cuidando dos feridos em batalhas. Esta série contou com 53 episódios pois a produção da série seguinte atrasou, fazendo com que Ultraman Tarô ficasse mais tempo no ar,  e este fato é sinal de que as coisas não estavam indo muito bem.

Durante a série aconteceram trocas de atores e a crise do petróleo estava mostrando seus sintomas, tornando muitos itens dispensáveis. Brinquedos e memorabilias já estavam sendo considerados supérfluos, mas mesmo assim a série foi finalizada mesmo com muitos boatos apontando para o cancelamento da série seguinte.






Todos os Ultras anteriores aparecem nesta série para dar uma força a Ultraman Tarô, e o principal destaque destas aparições vai para Ultraman Jack onde não sabemos porque "cargas d´água" aparece com seu traje adulterado usando luvas e botas vermelhas (e nós fãs sabendo que são cor de prata, certo?).

Nunca descobri o porque destas falhas gritantes em Ultraman Tarô, se foi falta de dinheiro para confeccionar novos trajes ou um bizarro erro na equipe de produção da série.

Ultraman Tarô teve em sua fase de produção dois nomes cogitados, e um deles era Jack, que mais tarde seria dado ao Ultraman de O Regresso de Ultraman. O outro foi Ultraman Suta ou Ultraman Star, mas a equipe preferiu Ultraman Tarô por se tratar de um nome muito usado em personagens de contos de fadas no Japão, podendo atrair a atenção da molecada.




Como sabemos, o uso do petróleo como arma de guerra teve conseqüências dramáticas para a economia dos países que dele dependiam, e o Japão consumia 90% do petróleo que provinha do Oriente Médio.

Os  japoneses foram obrigados a fazer reduções pesadas no consumo de energia, afetando a produtividade de suas indústrias. Com isso tudo no Japão ficou muito escasso, assim como o número de pessoas desempregadas subiu assustadoramente, e  esta crise foi tão intensa que na Europa as pessoas  foram obrigadas  a racionar combustível, impondo-se  a proibição da circulação de veículos em dias definidos da semana.

Foi neste momento que Ultraman Tarô estreou e atravessou um ano cheio de dificuldades, para em 1974 passar a bola para a série seguinte que quase foi cancelada, Ultraman Léo, o Mestre das Artes Marciais!





Esta série tinha tudo pra dar errado e quase nem foi produzida, conforme já mencionado nesta matéria. A crise mundial do petróleo não foi a única responsável, pois a Tsuburaya já vinha amargando baixos índices de audiencia e dificuldades financeiras preocupantes. Mas mesmo assim Ultraman Léo estreou em  12 Abril de 1974  e foi concluída em 28 de  Março de 1975 com seus 51 episódios.

Os fãs desta série sabem bem tudo que aconteceu no mundo durante sua exibição, em um ano tumultuado e com grande racionamento, onde tudo ficou muito caro e o Japão não ficou de fora de tudo isso. Com isso a venda de produtos baseados na série despencou vertiginosamente.

Também não se tinha dinheiro para efeitos especiais e a Tsuburaya e seus roteiristas apelaram para a marca registrada da empresa, que é desde o começo a criatividade pra burlar as dificuldades.
Então criou-se uma atmosfera diferente das séries anteriores onde as Artes Marciais eram um grande atrativo, aliado à grande carga dramática e obviamanete a violência.





Mesmo com tudo indo contra Ultraman Léo, o herói conseguiu juntar fãs, embora tenha sido muito criticado na época, mas hoje sendo cultuadíssimo dentro e fora do Japão.

Ultraman Léo também foi a primeira série da Tsuburaya a inovar com um segundo Ultra aparecendo com frequência, seu irmão Ultraman Astra. Sempre que a coisa ficava feia aparecia pra ajudar no combate.

Muita coisa interessante acontece neste seriado tornando-o bastante inovador. O fato da série ter dois Ultras presentes o tempo todo é um, já que Ultraseven participa como Capitão do Esquadrão TAC em sua forma humana, mas foi nela em que Ultraman King foi apresentado aos fãs.




Ultraman Leo foi a primeira série em que a Tsuburaya se atreveu a mostrar um herói que não vinha do mesmo local no espaço sideral que os seus antecessores, pois ele e seu irmão são de L-77 um planeta cuja raça é muito similar aos Ultras de M-78.

Este fato além de mostrar que Léo e Astra poderiam pertencer a tropa Ultra e foram condecorados com o titulo de Ultraman, também mostra que ser um Ultra vai além da raça ou de onde se tenha nascido. Pode-s afirmar que se vocês não viram a série, irão se surpreender com os acontecimentos mostrados no seu decorrer.

Décadas mais tarde outros Ultras que não são de M-78 foram surgindo e ganhando o carinho dos fãs. Tiga, Dyna e Gaia são excelentes exemplos disso, mas é bom lembrar  sempre que o primeiro Ultra a surgir vindo de outro lugar que não M-78 é o bravo Ultraman Leo. Com todas as dificuldades que teve em sua jornada, com certeza garantiu seu lugar no Panteum dos Ultras.

Chegamos ao ano de 1979 e a Tsuburaya volta a produzir heróis do universo Ultraman. Desta vez além de mostrar o segundo Ultra que não vem da Terra da Luz , também muda do Live-Action para a Animação e é então que surge o primeiro Ultra animado deste vasto universo...





Este personagem chama-se Ultraman Jonias e muitos se referem a ele apenas como Ultraman Joe. Esta série tem 50 episódios e estreou na Tv em 04 de abril de 1979, com o episódio final seu indo ao ar em  26 de março de 1980, exibido pela TBS (Tokyo Broadcasting System). Foi mais um novo passo dado pela Tsuburaya tendo os Ultras como fonte de entretenimento.

Ao longo desta animação que foi co-produzida com os Estúdios Sunrise, foi apresentado um outro universo de Ultras bem diferente de tudo que tinha sido mostrado anteriormente, pois Ultraman Joe vem de U-40. Além dele, outros de sua raça são mostrados na animação.

Com um visual futurista, os fãs puderam se indentificar com a série já que todos os elementos que estavam acostumados a ver nos Live-Action estavam na animação: monstros, naves de combate, esquadrão de defesa, personagens femininos  etc.






Um dos grandes destaques desta animação  fica por conta do traço que lembra demais o clássico Patrulha Estelar, exibido no Brasil com grande sucesso. Vale lembrar  que o estúdio Sunrise é o mesmo responsavel por  Mobile Suit Gundam.

Também é possivél aos fãs  identificar alguns personagens bem conhecidos do universo Ultraman nesta animação, muito embora estejam um pouco diferentes, claro...

Enfim chegamos aos adoráveis anos 80 que tantos amam por ser uma década de renovação e criatividade em todos os sentidos. Logo no primeiro ano desta década a Tsuburaya retorna ao Live-Action trazendo outro Ultra de M-78, e ele não veio sozinho, aliás veio muito bem acompanhado...





Ultraman 80 foi muito bem preparado pela Tsuburaya, pois além de roteiros muito bons, a série contou com excelentes efeitos visuais. Também destacou na Tv o dilema humano em relação aos habitantes do Planeta Terra sempre dependenderem de Ultraman para defender a Terra das ameaças.

Ultraman 80 também é responsável por introduzir a segunda Ultrawoman  em uma série, pois anteriormente a série Ultraman Tarô já havia revelado a Ultra-Mother ao mundo.

Ultraman 80 estreou em 02 de abril de 1980 e seu ultimo episódio foi ao ar em 25 de março de 1981, com um total de 50 produzidos.
Esta produção foi muito bem feita e trouxe de volta Monstros muito interessantes e trajes muito bem confeccionados que chamaram muito a atenção tanto das crianças quanto de adultos. Vale lembrar que em Ultraman Leo, devido a grande crise, a produtora teve dificuldade em encontrar vinil para a confecção dos trajes de Monstros e Aliens, chegando ao ponto de reutilizar os antigos trajes de Ultraman Tarô para confecção de novos monstros.




Este seriado mostra uma atmosfera bem diferente das anteriores pois o foco é na  na vida de um professor que esconde de todos que faz parte do Esquadrão UGM. Este fato garante boas risadas causadas pelas confusões em que a forma humana de Ultraman 80 tem que contornar devido as suas responsabilidades como professor, membro do UGM, e também como Ultraman.


A Guerreira Yullian faz parte da realeza em M-78, ela é uma princesa e filha de Ultraman King. Antes de vir até nosso Planeta, a jovem Ultrawoman Yullian nunca tinha participado de nenhum combate seja contra monstros ou aliens, e era amiga de infância de Ultraman 80 em M-78.

Quando soube que havia um plano elaborado por King Galtan para matar Ultraman 80, veio para o nosso mundo avisá-lo. Até hoje fica a certeza de que esta personagem poderia ter sido melhor aproveitada na série...




Apesar da série ter sido muito bem estruturada com Naves possantes, muitas armas, efeitos especiais dignos, elenco afinado e roteiros convincentes, a série teve uma audiência mediana e só foi mesmo estourar nas suas reprises e com o lançamento no mercado de video do Japão.
Vale citar que esta série quando foi exibida na frança recebeu o nome de Ultraman 2080 e foi a primeira série Ultra a ter encerramento, e ainda com direito a duas canções diferentes.

Após o final de Ultraman 80 muitos fãs chegaram a afirmar que a franquia Ultraman não existia mais e que esta tinha sido sua série de despedida, que a Tsuburaya estava  envolvida com outros tipos de heróis e projetos. Muito se falou e muito se especulou sobre o fim dos Ultras na Tv.

E Após 16 anos, depois de muitos boatos surge outro  grande herói da franquia Ultraman. Seu nome?

Ultraman Tiga, mas isso é assunto para o nosso próximo bate papo aqui pela Tokufriends onde estarei abordando os outros Ultras da Era Heisei. Até lá!

5 comentários :

  1. Adorei essa matéria.
    Só uma coisa is ultras da década de 90 são Heisei ultras ou ainda são showas?

    ResponderExcluir
  2. A Matéria deixa bem claro que Ultras Showa são os que estão contidos na matéria.

    ResponderExcluir
  3. Matéria digna de qualquer fã de Tokusatsu, parabéns pelo texto gostoso de ler de forma diferenciada e pelas fotos que são um colirio.
    Voces estão todos de parabéns por estarem abraçando esta familia de herois

    ResponderExcluir
  4. Matéria excelente e muito bem explorada! Parabéns Marcos Lima pelo texto e pela aula que tivemos aqui agora sobre as Ultras séries... Um texto diferente de tudo que já tinha lido sobre os Ultras na internet! Mais uma vez parabéns e aguardando ansiosamente pela parte dois! o/

    ResponderExcluir
  5. Eu fico feliz por voces terem se dispencado até aqui pra ler a matéria e também por ter alcançado o objetivo de ter deixado voces satisfeitos com a leitura.

    Ultra-Thanks

    ResponderExcluir

Adoramos comentários, pois isso nos motiva. Apenas pedimos que evite termos ofensivos de qualquer tipo. Não aceitaremos comentários anônimos o/

Ir ao Topo