TF Drops
Loading...

Publicidade

Bate Papo com Wagner Alves Maciel


O primeiro bate papo do retorno da Tokufriends em 2015 será com Wagner Alves Maciel, hoje reconhecido como um dos melhores cosmakers (em suma, artesãos de armaduras e vestimentas baseadas em séries Tokusatsu e de Animê) do Brasil.

A cada conjunto de perguntas, selecionamos algumas fotos enviadas por ele, com amostras de trabalho, fotos de produção etc. Esperamos que curtam.

Vamos às perguntas:


 Tokufriends - Wagner, qual sua idade e onde mora?
Wagner - Tenho 38 anos. Moro em Belo Horizonte - MG. Mas em breve estarei em Sete Lagoas, terra do Zacarias.

TF - Como se interessou por ser um artista que faz armaduras e roupas especiais? Desde criança já demonstrava gostar de estatuetas e de moldes, ou isso veio mais tarde?
Wagner - Bem...desde criança eu gosto de armaduras. Me lembro das tentativas de fazer uns capacetes de lata, aquelas latas de óleo de cozinha (risos).

Tinha uns 12 anos na época, mas quando comecei a fazer mesmo já tinha uns 31 anos, quando com acesso à Internet, pude rever as séries da infância como Jaspion, Changeman, Kamen Rider etc. Aí fiz meu primeiro capacete do Kamen Rider Black. Depois de pronto, o rapaz que era o Jaspion brasileiro na época, do site cartoonagem*, me perguntou: "e agora você vai fazer a roupa?". Pensei, por que não?

Assim nasceu meu primeiro cosplay do Kamen Rider Black.


*Nota da TF - Este Jaspion Brasileiro também ficou conhecido como o Jaspion Brasileiro de Santa Catarina. Em breve a Tokufriends irá relembrar sua trajetória.

TF - Hoje quantos pedidos em média chegam para este tipo de trabalho? Quem faz encomendas pede materiais exclusivamente de Tokusatsu, ou hoje pedem outros personagens e materiais?
Wagner - Olha, em geral pedem de Tokusatsu e Power Rangers, mas sempre procuram por Iron Man, Capitão América, Batman etc.

Mas ainda não tive como fazer peças fora da linha Tokusatsu por falta de tempo e espaço adequado para fazer. Isso acontece também com armaduras. Eu mesmo até hoje não saí do meu Kamen Rider por isso, mas em breve estarei em local mais adequado e aí vou poder me dedicar a peças diferenciadas e até algumas armaduras. Se eu puder substituir nas armaduras a fibra de vidro por algo mais leve será melhor. Pelo menos em partes que sofrem atrito, como os membros.

Cliquem na imagem para maior definição


TF - E como é sua rotina de trabalho? Costuma trabalhar nas madrugadas, ou define algum momento fixo durante o dia para trabalhar?
Wagner - Quando estou fazendo as cópias (cópias são a partir da peça matriz que eu modelo, e a partir de uma fôrma, produzo os capacetes com material mais leve), aí eu geralmente faço durante o dia, pois não tem mais aquela coisa da inspiração, já que a arte já está pronta. Agora quando estou modelando um capacete novo, aproveito as horas em que bate aquela 'pilha' de fazer, aí as vezes viro a noite modelando.

A gente tem que aproveitar aquele momento de animação, tipo compositor de música (risos). Na hora em que bate a inspiração tem que aproveitar, senão depois você desanima, sabe.

TF - E quais as técnicas utilizadas para se confeccionar, por exemplo, um capacete? Fibra de vidro é ainda utilizada, ou você utiliza outros produtos e materiais? Mais ainda, em quanto tempo (média) fica pronto um capacete?
Wagner - Na modelagem eu ainda uso o isopor para fazer o molde primário, aí vem o isolamento com cola acrílica e depois a fibra. Próximo passo é massa plástica, e deixar liso.

Aí com mais massa eu faço os detalhes em relevo, uso lixadeira orbital, micro retífica e as mãos também para esculpir. Aí a peça fica bem pesada por causa da massa, e entra a fôrma de silicone com que faço as cópias da peça matriz, bem mais leves em gel goat e fibra de vidro. Mas vou passar a utilizar clay para modelar em breve e assim ter uma melhor qualidade para modelar as peças.




TF - As vezes há atrasos na entrega de um produto. Isso é normal por conta da dificuldade apresentada por tipos e formatos dos produtos pedidos? O cliente geralmente está ciente de que em um trabalho artesanal há atrasos?
Wagner - Sim, há atrasos, e por isso sempre digo que pra fazer um cosplay de Tokusatsu tem que ter planejamento de no mínimo 6 meses. Aí dizem "mas é muito tempo!!!", só que não é. Se for um capacete que já tenho aqui com fôrma pronta, tranquilo, entrego entre 30 e 45 dias.

Agora se eu tiver que modelar do zero aí a coisa muda, pois envolve horas de modelagem. Você erra e tem que refazer pra chegar ao máximo. Quem olhar o capacete ou o cosplay tem que enxergar o personagem, e não só algo parecido. Lógico que não conseguimos fazer todos os detalhes idênticos, mas quem olhar tem que visualizar o personagem, e a gente também tem que justificar para o cliente os atrasos.

Você pode adoecer, ou alguém de sua família, e isso prejudica muito. Pode faltar material no mercado, isso acontece muito. As vezes reproduzir algum efeito ou detalhe em uma peça, como por exemplo no capacete do Kamen Rider Wizard, foi difícil resolver o problema da viseira. O mais importante é sempre manter o cliente informado e responder quando ele pergunta sobre o serviço. Mas eu sempre tenho a compreensão dos clientes, que são mais do que clientes, se tornam amigos meus!!!

TF - Qual é o seu personagem predileto no mundo Tokusatsu? Você curtiu os seriados que passaram Dublados no Brasil, já sabemos. Mas o que acha das séries (Tokusatsu, Animês) novas produzidas? Tira algum tempo para assistir?
Wagner - Meu personagem preferido é o Metalder, e meu sonho é fazer o cosplay dele.

Eu acompanhei durante algum tempo as séries novas. E tem séries muito boas. Há falhas, mas mesmo assim são boas. Gosto do (Kamen Rider) Kabuto, Blade, Double. Go-Busters achei o melhor Sentai da nova geração (na minha opinião), pois é uma série bem tática, bem explorada em seu enredo, mas ultimamente acho que muita modinha está atrapalhando as séries. Não tenho nada contra, mas tem excesso de androginia nos personagens principais.

Parece uma forma de focar no público feminino, pois acontece isso atualmente no Japão. Esse tipo de série hoje não teria espaço aqui no Brasil, mas tem muitas que são ótimas. Eu quero poder assistir Kamen Rider Drive e Patlabor assim que for possível, e quem sabe um dia fazer um cosplay do Kabuto.




TF - Partindo para assuntos mais polêmicos, infelizmente o ser humano consegue estragar tudo, até um nicho "novo", que é o de produzir armaduras para fãs. Logo, já existem notícias de um cosmaker aplicando golpes no Brasil (notícias confirmadas pela recente entrevista de Nelson Sato em vídeo). O que você acha disso tudo?
Wagner - Essa é complicada de responder, mas vamos lá. Bem, existem pessoas mal intencionadas nesse meio. Eu sempre tive boa vontade de passar o que aprendo para quem quiser fazer esse tipo de trabalho, pois acho que tem lugar para todos, desde que haja honestidade e cooperativismo.

Mas nesse ano me deparei com algumas punhaladas nas costas. Pessoas que eu ajudei e admirava pela força de vontade se mostraram pessoas traidoras, que no fundo queriam pegar o conhecimento que queriam, e depois tentar me queimar no ramo. Mas uma hora a gente acaba descobrindo, e o melhor a fazer é excluir de nossas vidas. Eu prefiro fazer isso ou chamar em uma conversa reservada do que levar em público e expor a pessoa (coisa que estão fazendo comigo recentemente, ser exposto por coisas sem fundamento).

Quanto a aplicar golpes é complicado afirmar no caso dos Cybercops, pois isso diz respeito ao senhor Nelson Sato. E tem o outro lado que pode em alguns casos estar certo nessa história. Mas o que deixa a desejar é que as pessoas confiam em um cosmaker e não recebem o tratamento que esperam. Isso tira toda a credibilidade da pessoa.




Quando você tem um atraso, você tem que justificar ao cliente, não deixar no vácuo. Eu mesmo tenho atrasos mas sempre respondi quando questionado pelo cliente. Isso mostra que você está dando a importância que ele merece. Se você não responde, lógico que o cliente vai te detonar, ainda mais quando você trata a pessoa na "casca grossa". Aí a pessoa pensa que vai levar um cano daqueles.

Dinheiro não é fácil de se ganhar, então a pessoa investe um valor para realizar um sonho de infância e não tem retorno? Fica complicado. Não importa o quanto você seja bom em um serviço, temos o dever de tratar os clientes com respeito. Como eu sempre falo, tudo é conversado. Está sem tempo? Justifique-se. Ainda mais nesse ramo com poucas pessoas que saber fazer esse trabalho. Basta dar um feedback que tudo se resolve.

TF - Existem outros cosmakers sérios no Brasil. O que estes profissionais, fãs de Tokusatsu e mesmo fãs do seu trabalho dizem sobre essa polêmica de golpes de terceiros?
Wagner - Eles ficam tristes com isso, pois aconteceu por causa das ações erradas de uma pessoa, e todos os outros ficam prejudicados.

"Não gosto de mexer com esses cosmakers de Tokusatsu, são arrogantes e cobram caro, e também não entregam!". Isso já ouvi sobre esse ramo, de algumas pessoas. E se espalha rápido. Aí você custa a fazer uma imagem, e em pouco tempo a vê denegrida. Mesmo assim, a galera agora já está ciente de quem está cumprindo tudo certinho, e quem não leva o compromisso a sério.



TF - Você já recebe pedidos de fora do país? Caso não, pretende exportar seu trabalho mais adiante?
Wagner - Olha, ainda não recebi encomenda de fora, mas tenho peças fora do Brasil. Um amigo meu, o Fábio, vai no Japão uma vez por ano. Ele é amigo do Hatsumi (Mestre Tetsuzan, pai do Jiraiya).

Ele levou um presente meu para o Tetsuo Kurata (o Kamen Rider Black), um capacete feito por mim. E depois levou dois capacetes do Jiraiya feitos em parceria com meu amigo Marcelo Robocop (um grande amigo e excelente cosmaker) para dar de presente para o Takumi Tsutsui (Jiraiya) e Takumi Hashimoto (Manabú Yamashi).

Foi entregue em nome de todos os fãs do Brasil, e isso é muito legal e até inimaginável para mim as vezes. Quanto a vender pra fora, quem sabe eu tente para os Estados Unidos. Lá tem muita procura por capacetes de Rangers.

TF - Partindo para um lado sentimental do seu trabalho. Apesar de realizar encomendas profissionais, assim que termina o produto, fica aquela sensação de "pô, eu queria não precisar vender essa roupa e ficar pra mim", ou você encara com naturalidade a entrega do produto? 
Wagner - Isso não é problema, pois toda peça que faço (no caso, capacetes), fico com a matriz. Pois ela é pesada devido a quantidade de massa e fibra. Aí tenho que fazer a cópia mais leve pra enviar aos clientes e ficar confortável de usar.

Então sempre fica comigo aqui na coleção. Já armaduras ainda não fiz pra fora completas. Somente um peitoral do Jaspion e atualmente dois peitorais e capacetes do Wizard. Mas o mais legal é ver seu trabalho fora de sua cidade e sendo elogiado e reconhecido. Isso é gratificante.

TF - Por fim, nós da Tokufriends agradecemos a você por ter cedido tempo para este bate papo. Pedimos que deixe um recado aos leitores da Tokufriends, a seus seguidores, e também que deixe suas formas de contato para encomendas e informações.
Wagner - Eu agradeço a Tokufriends pelo apoio de sempre. Desde a época de ouro do Orkut com meus primeiros trabalhos. Vocês são nota 1.000.

Podem me acompanhar no Facebook. Perfil Wagner Alves Maciel, ou pela fanpage no Facebook, Hero Helmets. Obrigado a todos!




4 comentários :

  1. Muito Boa Entrevista! Ótimas perguntas e Respostas de qualidade!
    Os cosmaker brazucas são muito Bons,independente de desentendimentos, a classe toda não pode ser julgada por casos isolados....como disse, temos exelentes profissionais!
    Abraços para os Amigos da Tokufriends, em Especial aos Amigos Silin e Wagner, grandes Amigos de Tokus!

    ResponderExcluir
  2. Mano a arte do Wagner eh realmente incrivel, ver um profissional do tipo eh MTU difícil hoje em dia, pelo menos nessa qualidade. Entrevista muito boa e Boa sorte pra ele e o Cosplay de Metalder kkkkk

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigado pelo força de sempre amigo bone !!!!!

    ResponderExcluir
  4. Conheci o trabalho desse cara pela internet, e desde o primeiro contato sempre me tratou bem. Com o tempo veio a amizade, hoje posso dizer que tenho como amigo, até visita a sua casa já fiz e me tratou super bem, hoje sou amigo da familia.
    Então quando vejo alguém de alguma forma tentando denegrir a imagem deste amigo, me da uma revolta, pq sei q nada daquilo é vdd.

    ResponderExcluir

Adoramos comentários, pois isso nos motiva. Apenas pedimos que evite termos ofensivos de qualquer tipo. Não aceitaremos comentários anônimos o/

Ir ao Topo